Topic outline

    I
    II
    III
  • Sobre a Pesquisa

    O grupo de pesquisa tem como interesse mais amplo os direitos à educação e à cultura, especialmente, no que concerne aos sujeitos surdos, a partir de uma abordagem crítica e do princípio da justiça social. O grupo atua a partir de três linhas: estudos sobre políticas públicas, legislação e práticas relativas à garantia do acesso e da permanência dos surdos em espaços escolares; análises de práticas/políticas de acessibilidade e inclusão em contextos educacionais; investigações sobre as novas tecnologias da informação e comunicação (TICs) como importante elemento na educação de surdos e essencial ao exercício da cidadania na contemporaneidade.

    Palavras chaves: Acessibilidade-Interculturalidade- Educação de Surdos-


    •  Fórum da Pesquisa Forum
      Restricted Not available unless: You belong to Grupo de Pesquisa
    •  Livro de Atas do Grupo de Pesquisa Book
      Restricted Not available unless: You belong to Grupo de Pesquisa
    •  Pasta de Arquivos do Grupo de Pesquisa Folder
      Restricted Not available unless: You belong to Grupo de Pesquisa
  • Projetos em Andamento

    Repositório Digital Huet e objetos digitais para educação de surdos

    Descrição: Pesquisa descritiva com abordagem qualitativa e quantitativa visando ao cruzamento e interação de informações e conhecimentos. Serão utilizados diferentes instrumentos de coleta de dados para aprofundar a compreensão sobre o uso de objetos digitais na educação de surdos por meio de levantamentos de informações do sistema DSpace e entrevistas.

    Educação de surdos: acesso e participação em espaços educacionais

    Esta pesquisa visa a ampliar o debate sobre os processos educativos que tem como foco a educação de surdos em uma perspectiva de educação bilíngue. As discussões terão como referencial teórico a educação enquanto processo que se constrói nas instituições escolares e nas instituições não escolares. Pensar em acessibilidade da comunidade surda é pensar em construir caminhos para garantir os direitos sociais, econômicos e culturais desta população. Tendo como base os direitos sociais que também inclui o direito da comunicação através da garantia e pertencimento do direito linguístico, através da Língua Brasileira de Sinais - Libras, Lei nº 10.436/2002, regulamentada pelo Decreto nº 5.626/2005. A comunidade surda tem na língua de sinais a base de suas experiências visuais para efetivar a comunicação com seus pares e demais membros da sociedade majoritariamente ouvinte na qual estão inseridos. As últimas décadas, avanços nas políticas públicas brasileiras pessoa surda como alguém diferente linguisticamente. Os espaços educativos que comtemplem a educação dos surdos precisam garantir a diferença linguística, reconhecendo que as identidades surdas são múltiplas e multifacetadas e que a língua de sinais é a sua expressão linguística. Ainda se configura como um desafio ao indivíduo surdo o acesso a espaços culturais e sociais de maneira geral como teatros, museus, cinemas, além de diversas instituições públicas e privadas que fornecem serviços essenciais para o exercício e inclusão social do indivíduo como cidadão. Os objetivos são: Analisar as políticas e as práticas de acesso e permanência de estudantes surdos no ensino superior no Instituto Nacional de Educação de Surdos; Analisar a inserção de estudantes surdos no ensino superior no Instituto Nacional de Educação de Surdos a museus e outros espaços não-escolares de educação. A pesquisa descritiva de cunho qualitativa e quantitativa numa proposta interdisciplinar visando ao cruzamento e interação de informações e conhecimentos. Serão utilizados diferentes instrumentos de coleta de dados que possibilitam maior integração das informações e consequentemente a compreensão do fenômeno social em estudo, entrevistas, questionários, grupo focal e observação

    • Atividade Extracurricular

      Olá, seja muito bem-vindo/a!

      Nós do grupo de pesquisa Acessibilidade, Interculturalidade e Educação de Surdos compreendemos a gravidade da situação atual em tempos de pandemia do covid-19 e convidamos você para refletir conosco os impactos para a educação pública, em especial na educação de surdos. 

      Nossa proposta é um bate-papo a partir de lives organizadas pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), uma das mais importantes entidades da área.
      Todas estão interpretadas em Libras!

      Teremos 3 debates em nossa Sala de Videoconferência, conforme o cronograma abaixo:

      04 de junho, 16 às 18 horas: debate a partir da Live: Deficiência e Covid 19
      18 de junho, 16 às 18 horas: debate a partir da Live: EaD e a Educação Superior de Qualidade:
      (des)regulação e desafios
      02 de julho, 16 às 18 horas: debate a partir da Live: Trabalho docente em tempos de pandemia:
      entre ataques e desvalorização

      Será um prazer dialogar com você! Não se esqueça de assistir à live antes, ok?
      Até breve!!!